• Rafael dos Santos

5 passos simples para criar um jardim moderno em casa


Quando falamos sobre um jardim moderno, instantaneamente, muitas pessoas assimilam esse tipo de espaço ao seu visual. Mas não é só isso. Para, de fato, carregar o conceito da modernidade, é preciso que o local apresente outras características importantes, como: ser acolhedor, funcional e perfeito para estimular o convívio social.

A boa notícia, porém, é que existe a possibilidade de criar esse ambiente em qualquer lar — desde aqueles com amplas áreas externas, até os com metragem reduzida. O segredo? Investir em truques simples e, inclusive, instalar na área alguns itens decorativos, que são perfeitos para embelezar e tornar esse cantinho mais prático.

Pensando nisso, e para ajudar você nessa tarefa, trouxemos para o post de hoje alguns passos infalíveis e que farão com que o seu jardim moderno fique impecável. Acompanhe a leitura, anote as dicas e alcance o melhor resultado possível!

Passo 1: prepare o solo

Antes de sair por aí escolhendo as melhores plantas e elementos decorativos para o seu jardim moderno, é fundamental que o solo do espaço esteja devidamente preparado para receber as novas mudas. Portanto, o ideal é verificar as condições da terra e garantir que ela esteja suficientemente fértil.

Caso o local esteja sem uso há um bom tempo, considere contratar um profissional de jardinagem que, por sua vez, será o responsável por adubar e fertilizar a área com os componentes adequados.

A nossa recomendação é que, ao longo do processo, você priorize os adubos e fertilizantes naturais, ou seja, com o mínimo possível de elementos químicos ou sintéticos que sejam prejudiciais ao meio ambiente e à saúde dos moradores da residência.

Dessa maneira, as suas plantas conseguirão se desenvolver no tempo certo e com mais força e vitalidade. Atualmente, os fertilizantes que mais proporcionam bons resultados em um jardim são:

  • os com casca de banana;

  • os com casca de ovo;

  • os com casca de vegetais;

  • os com borra de café;

  • os com pó de canela.

Passo 2: escolha os tipos de planta para o espaço

Com o solo devidamente preparado, é o momento de escolher as plantas ideais para o seu jardim moderno. Essa decisão deverá ser tomada conforme o seu gosto pessoal e outros pontos relevantes para o bom desenvolvimento das espécies, como:

  • exposição do sol ou não;

  • umidade do local;

  • dimensões do seu jardim;

  • tempo livre para cuidar da manutenção.

Vamos aos exemplos? Caso a sua agenda esteja “folgada” e você tenha como se dedicar aos cuidados das plantas, considere investir nas chamadas flores anuais, que são aquelas com a necessidade de serem replantadas todos os anos e que florescem a cada verão.

Por outro lado, existem versões que demandam menos trabalho, como as espécies perenes, que apresentam um período de floração curto, mas desabrocham anualmente, sem que haja a necessidade de novas plantações.

O tamanho do ambiente

Como citamos, o tamanho do jardim também deve ser analisado detalhadamente durante a escolha das espécies. Afinal, de nada adianta plantar uma árvore grande se, no futuro, não haverá metragem suficiente para que ela cresça e se desenvolva de forma saudável. Por isso, todo cuidado é pouco!

O seu local disponível para plantação é pequeno? Tudo bem! Nesse caso, e para não comprometer a estrutura ou o visual da sua área externa, priorize as espécies menores e delicadas. Espadas de São Jorge, suculentas, cactos e, inclusive, opções frutíferas são excelentes saídas.

Passo 3: combine as plantas

Um dos principais truques para criar um jardim moderno e bonito, é combinar as plantas. Isso mesmo! O ideal, é que todas as espécies estejam em harmonia, resultando assim, em um ambiente equilibrado e agradável aos olhos.

Essa tarefa pode ser realizada de uma forma bem simples: usando, no máximo, duas ou três cores de plantas no espaço. Se preferir, ainda é possível variar os tons, para que haja um degradê natural e extremamente interessante.

Durante a escolha, só não se esqueça de considerar todos os detalhes que envolvem uma planta — o tronco, as folhas, os frutos e, claro, as suas flores. É importante analisar esse cantinho como você analisaria qualquer outro cômodo da sua casa.

Passo 4: plante as mudas de acordo com a posição do sol

A iluminação solar é o alimento das plantas. Esse fenômeno natural é um dos principais responsáveis por fazer com que as suas mudas cresçam fortes, saudáveis e rapidamente. Dito isto, uma dica valiosa é observar com cautela o local onde cada espécie será planta, a fim de evitar que determinadas plantas sejam prejudicadas com a falta (ou excesso) de sol.

A melhor saída é reservar algum tempo do seu dia e observar o período de iluminação e sombra presentes no ambiente. Essa informação é determinante para que você consiga escolher os tipos de plantas que poderão ser plantadas nessa área, considerando que, boa parte das espécies, necessita de, ao menos, seis horas diárias de iluminação.

O jardim é muito iluminado? Então, prefira plantas cactos, azaleias, lavandas, melissas, tomates e vegetais folhosos. Entretanto, se o espaço passar um bom tempo sob a sombra, prefira as samambaias, violetas, tulipas e determinadas espécies de hortênsias. Além de necessitarem de menos sol, essas opções exigem poucas regas e conseguem resistir mais às baixas temperaturas. Vale a pena!

Passo 5: invista em objetos decorativos

Lembre-se ainda de utilizar muitos elementos decorativos. Sim: tais adornos são excelentes para intensificar a sensação de interação entre a natureza e os moradores de uma residência. Sendo assim, é importante não se limitar somente ao plantio de plantas e flores, mas sim, instalar elementos para compor o jardim e torná-lo um lugar mais relaxante e próprio para o convívio.

Entre os objetos que não podem ficar de fora dessa composição, podemos destacar os bancos, as cadeiras e, no caso de espaços amplos, as mesas pequenas. O uso de decks, caminhos e sistemas de iluminação específicos também são ótimos para deixar o local seguro e agradável.

Depois, é o momento de partir para a decoração e eleger adornos bonitos e que conversem bem com o estilo do restante da casa. Vasos decorados, estátuas, chafarizes e diferentes pedras são alguns deles. Use a sua criatividade e bom senso!

Viu só? Criar um jardim moderno é mais fácil do que parece! Siga as nossas dicas e, em pouquíssimo tempo, você terá um local impecável para relaxar, contemplar a natureza ou reunir os amigos.

E caso esteja em busca de mais elementos para produzir o espaço, aproveite para visitar o site do Quinta DellArte e conhecer os nossos produtos exclusivos!


Fonte - https://blog.quintadellarte.com.br/5-passos-simples-para-criar-um-jardim-moderno-em-casa/

0 visualização0 comentário